sábado, 9 de janeiro de 2010

A dor e a delícia de ser o que se é


Por acaso, assisti ao filme Na Ponta dos Pés pela TV a cabo. Fiquei surpresa, pois nunca havia ouvido falar sobre essa produção que retrata a realidade dos anões, melhor falando, das pessoas de baixa estatura, assim como eu.

Quero, aqui nesse espaço, indicar o filme, que está disponível em DVD. Não vou me ater à sua qualidade artística, que não chega a ser ótima (exceto pela atuação exemplar de Gary Oldman), mas é boa e garante um bom entretenimento. Mas quero indicar o filme sobretudo para o conhecimento da vida dessas pessoas de baixa estatura. Como bem ressalta o filme, não é apenas uma questão de estatura, mas há uma realidade complexa, que envolve problemas sérios de saúde, dor física, incômodo, além, é claro, do preconceito a ser enfrentado.

"Ser anão dói", ouve-se em determinado momento do filme. E é isso mesmo, dói, em vários sentidos (física e emocionalmente). Essa é uma realidade, mas não é a única. Na outra ponta, temos o retrato de famílias felizes, com integrantes acometidos pelo nanismo e outros não. O próprio protagonista do filme, interpretado pelo inglês Matthew McConaughey, tem estatura de tamanho padrão (1,84m) e é filho de um casal de baixa estatura e é irmão gêmeo de um pequeno também. Essa diversidade é outro ponto relevante dessa produção franco-norte-americana.

Pode-se concluir que a vida dessas pessoas de baixa estatura não é muito diferente do que a vida de qualquer outra pessoa, a não ser o ângulo pelo qual elas veem o mundo. Há dor, mas há felicidade. Há, sobretudo, a possibilidade de perceber a realidade que nos rodeia de uma forma diferente (talvez até por causa desse tal ângulo menor...), o que nos dá certa exclusividade de compreensão. E essa é a riqueza possível nos relacionamentos entre pessoas diversas: a troca de percepções. Assim, aprendemos todos.

Deixo aqui a dica do filme na esperança de que mais gente possa tomar conhecimento do "mundo" que envolve as pessoas de baixa estatura, pois, afinal, acredito que a principal fonte do preconceito seja a falta de conhecimento.

Links para mais informações sobre o filme:








2 comentários:

Anônimo disse...

Olá!
Bem, confesso que já estava com saudades de "novidades" que preenchessem este blog, e portanto quando recebi o seu mail fiquei muito contente.
Quanto a esse filme, que retrata a vida de pessoas com baixa estatura, ainda não o vi, mas estou intressada em o ver.
Grandes Beijos
Verónica Duarte

Tuanne disse...

esse filme é muuito bom, a gente se coloca no lugar do personagem. é uma boa, pra quem quer pensar e refletir seus conceitos.
bjoooo!!! parabéns pelo blog :D